Anúncios de pesquisa dinâmicos: o que precisa saber

anuncios de pesquisa dinâmicos do Google

Anúncios de pesquisa dinâmicos ou DSAs são um must-have em qualquer campanha de pesquisa.

Os DSAs oferecem elevada cobertura e capacidade de serem fortemente relevantes para quem pesquisa.

Os anúncios de pesquisa dinâmicos trabalham com a aprendizagem de máquina do google.

Eles juntam a querie de pesquisa, para criar o título de anúncio mais relevante.Sendo assim, neste artigo vou explicar

Sendo assim, neste artigo vou explicar:

  1. O que são DSAs
  2. Como funcionam
  3. Quando deve evitar DSAs
  4. Quando deve usar DSAs

Preparados?

O que são DSAs

Anúncios de pesquisa dinâmicos da rede de pesquisa são anúncios segmentados de acordo com as secções do site.

Assim, o que o Google faz é rastrear o conteúdo (keywords) destas páginas, fazendo um match entre o termo de pesquisa acionado pelo utilizador e o copy de anúncio que será mostrado.

Posto isto, ao ativar a configuração dos DSAs pode optar por segmentar por páginas específicas do seu website, secções genéricas como páginas de produto ou escolher todas as páginas do seu site.

Exemplo de segmentação nos anúncios de pesquisa dinâmicos

Desta forma, após a segmentação, precisa escolher o copy do seu anúncio. Neste ponto, os DSAs precisam ter descrições flexíveis.

Assim, tornamo-los mais amplos, dado que uma das premissas destes anúncios é a sua flexibilidade nos termos que podem accionar o anúncio.

Os títulos do anúncio, como referi, quem escolhe é o algoritmo do Google. Este é um dos pontos-chave para o seu elevado CTR e relevância do anúncio.

E o que é que isso tudo se traduz? Um custo por clique mais baixo.

Genericamente, é assim que os anúncios de pesquisa dinâmicos funcionam.

Quando deve evitar DSAs

Os DSAs devem ser entendidos como um contentor de dados.

Isto porque, uma das suas potencialidades é a coleta de informações de forma automatizada sobre keywords relacionadas com a nossa página, desempenhos de página, produto etc.

Ou seja, entenda-os como forma de fazer prospeção na pesquisa.

Parece fantástico mas deve acautelar os seguintes passos:

  • Exclua páginas da segmentação e negative keywords
  • Faça a sua segmentação em adgroups distintos

Os anúncios de pesquisa dinâmicos são a bandeira da automação do Google.

Sendo que, quando a deixamos fora de controlo, os gastos podem ser grandes e os resultados pequenos.

Desta forma, é importante que faça uma negativação de páginas e termos de pesquisa que não são relevantes.

Deve evitar por exemplo a página de recrutamento do seu site, se quer atrair novos clientes ou duplicar palavras-chave que já usa nas suas campanhas de pesquisa.

Quando deve usar Anúncios de Pesquisa dinâmicos

Uma das formas que deve usar os DSAs é para entender a qualidade do SEO do seu site.

Este tipo de anúncio são um excelente indicador de quais os pain points e quais as melhorias que deve implementar.

Por fim, trabalhe este tipo de anúncio para long tail keywords, e entenda-os como uma excelente forma de estruturar as suas campanhas de pesquisa e shopping.

Audience Insights: O que é e como usar

Para quem faz campanhas de Marketing Digital, o audience insights é uma poderosa ferramenta que deve usar na hora de criar as suas campanhas.

Assim, o audience insights responde a perguntas sobre quem é o nosso público-alvo. Perguntas tais como:

  1. O que o nosso público-alvo gosta
  2. O que compram mais
  3. Onde estão dispostos a comprar online
  4. Que sites frequentam?

A somar, a maioria das plataformas, como Google Ads, Facebook, Google Analytics e Linkedin dispõe desta ferramenta que falei há pouco, o audience insights.

No fundo, com esta visão, consegue ter um detalhe maior sobre quem é o seu público-alvo e o que os move, de modo a criar anúncios mais relevantes para o seu target.

Como tirar partido do Audience Insights?

A forma mais corrente de usar o audience insights é para ter ideias sobre novas segmentações a usar.

Assim, quando fazemos um planeamento digital ou queremos saber qual a segmentação a usar, é a ele que recorremos.

Logo, esta ferramenta dá uma visão de quais clusters demográficos, de interesses ou outros estão mais próximos dos nossos clientes.

O que deve fazer para ter leitura sobre os dados de segmentação?

  • Crie uma Tag de Remarketing no Google Ads. Dessa forma, terá leitura sobre todos os visitantes do seu website, por exemplo.
  • Faça o upload da lista de e-mails dos seus clientes. Este, é, provavelmente um dos insights mais poderosos que vai ter.
  • Crie uma Tag de conversão no Google Ads que meça a sua macro conversão. Desta forma, fica com a visibilidade sobre quem converteu nas suas páginas.

Em suma, já sabe como tirar partido do audience insights? Agora é pôr em prática no seu negócio e ver os resultados crescer.

Ainda, lembre-se que, uma boa segmentação é meio caminho andado para o sucesso. Não descure esta parte se não quer ver o ROI das suas campanhas diminuir.